1

Chlorella na desintoxicação de metais pesados

Não há como fugir: querendo ou não, estamos naturalmente expostos a toxinas e metais pesados. A exposição pode ser acumulativa no organismo, ocasionando sérios problemas de saúde. Por isso, o processo de desintoxicação de metais pesados é essencial.

Segundo o Dr. Frank Liebke, no livro Algas: excelentes virtudes curativas, nosso corpo não tem a capacidade de fazer o processo de desintoxicação de metais pesados por si próprio. Consumir Chlorella é muito importante para fazer a eliminação destas substâncias do nosso organismo de forma natural.

Descubra abaixo como é possível proteger seu organismo e realizar a desintoxicação de metais pesados graças a Chlorella!

Leia também:
Saúde com Chlorella: 8 problemas que ela ajuda a resolver
Chlorella orgânica: importância da certificação

Metais pesados ao nosso redor

É importante saber que muitas substâncias prejudiciais presentes no meio ambiente podem chegar ao interior do nosso corpo através da cadeia alimentar. Um dos maiores perigos dos elementos poluentes é a invisibilidade e a ausência de odor.

Ao nosso redor, os metais pesados e toxinas estão presentes em diversas maneiras. Confira as mais recorrentes:

  • Canos de chumbo;
  • Pesticidas;
  • Produtos de higiene e cosmética convencional;
  • Gasolina;
  • Cigarros;
  • Aditivos alimentares;
  • Medicamentos;
  • Frutos do mar (especialmente os de grande porte);
  • Termômetro de mercúrio (quando quebrado);
  • Lâmpadas de baixo consumo (quando quebrada);
  • Utensílios de cozinha de alumínio que contenham outros metais pesados;
  • Água subterrâneas contaminadas e outras águas não tratadas;
  • Obturações dentais de mercúrio.

Certos níveis de algumas substâncias são considerados aceitáveis, como flúor, cloro e níveis baixos de metais pesados. O grande problema é que muitas dessas substâncias são acumulativas.

Os metais pesados ​​mais frequentes

Existem perigos de formas diferentes e de maneiras que jamais imaginamos em nossa volta. Na maioria das vezes silenciosa, a intoxicação por metais pesados pode se tornar um perigo para nossa saúde.

Veja os metais pesados que são mais frequentes no nosso cotidiano.

Cádmio

É um elemento importante da cadeia alimentar, por isso não podemos evitar encontrá-lo em nosso ambiente. Está presente na água potável ou na fumaça de cigarro, por exemplo.

Chumbo

Este metal pesado se comporta como cálcio em nosso corpo, o que significa que uma certa concentração é depositada nos ossos.

O envenenamento por chumbo crônico causa doenças nos rins, medula espinal, baço, gânglios linfáticos ou sistema nervoso central.

Mercúrio

A principal causa da intoxicação por mercúrio é pelo acúmulo desse metal pesado em nosso organismo.

O acúmulo pode acontecer durante toda a nossa vida, isso porque utilizamos em nosso dia a dia vários produtos que possuem o mercúrio em sua composição. As amálgamas dentárias podem ser um exemplo.

Paládio

Este metal nobre é usado para a fabricação de ligas com ouro, prata ou cobre. O paládio é absorvido pela mucosa bucal e armazenado no cérebro, o que pode causar distúrbios cerebrais, alergias e outras doenças mais graves.

Quanto maior for a exposição, mais preocupante pode se tornar a situação. O acúmulo em excesso destes compostos podem contribuir para o mau funcionamento do organismo e suas reações metabólicas. Alguns dos sintomas mais comuns nestes casos são:

  • Fadiga;
  • Dores nas articulações;
  • Problemas digestivos;
  • Desregulação da glicose e colesterol do sangue;
  • Problemas reprodutivos.

Chlorella e seu papel na desintoxicação de metais pesados

Devido às suas propriedades, a Chlorella reduz significativamente os contaminantes encontrados no nosso corpo e, além disso, pode efetivamente desintoxicá-lo.

Para comprovar sua eficácia, de acordo com Dr. Frank Liebke, é possível fazer uma análise de fezes. Nos resultados serão observados numerosos metais pesados e demais substâncias tóxicas que foram armazenadas em nossas células.

A capacidade de desintoxicação de metais pesados com Chlorella é atribuída à sua membrana celular composta por camadas muito resistentes e certas substâncias essenciais.

A Chlorella se liga à toxinas como uma esponja promovendo a desintoxicação de metais pesados como os que citamos anteriormente.

Mas como a Chlorella é capaz disso?

Além de ser um suplemento natural completo em vitaminas, minerais e nutrientes, a Chlorella possui em sua composição alguns itens especiais que a tornam um excelente detox capaz de eliminar as toxinas indesejadas.

Microfibras

A camada celular da Chlorella é formada por microfibras ricas em celulose que, graças a uma rede muito fina, captura substâncias prejudiciais na qual as moléculas de metais pesados ficam retidas.

Como essas fibras da parede celular não podem ser digeridas, elas formam resíduos que aumentam o volume das fezes e estimulam os movimentos intestinais que ajudam na regulação do intestino e – principalmente – promovem a eliminação dos tóxicos capturados.

Esporopolenina

A substância ativa desintoxicante contida na Chlorella é chamada de esporopolenina. Ela tem a propriedade de capturar as substâncias tóxicas e eliminá-las do organismo.

A Chlorella é o único organismo que contém esporopolenina, o que o torna um produto desintoxicante natural exclusivo.

Proteínas

A Chlorella é composta em grande parte de proteínas muito diversas que são eficazes na captura de metais pesados. Isto ajuda na absorção de grandes quantidades de metais pesados sem causar intoxicação.

Clorofila

Estudos científicos revelam que a alta concentração de clorofila faz com que o consumo de Chlorella promova a eliminação de toxinas e poluentes industriais.

A ingestão deste suplemento natural contribui para que estes compostos presentes na corrente sanguínea sejam conduzidos para rins e fígado com o objetivo de eliminá-los.

O mais incrível disso tudo é que a Chlorella não se liga aos minerais e nutrientes que o corpo necessita para funcionar. Com isso, os metais que pertencem ao nosso corpo não são eliminados.

A desintoxicação ocorre apenas com as substância que não são aceitas no nosso organismo.

Uso da Chlorella: como obter o benefício detox

A Chlorella é altamente recomendada para uma dieta detox, sendo considerada um dos métodos naturais mais eficientes para limpar o organismo e eliminar toxinas.

Nos primeiros dias de consumo, é comum sentir um desconforto estomacal e intestinal, o que pode causar um aumento do número de idas ao banheiro e até mesmo de gases.

Não se assuste! São sintomas da desintoxicação de metais pesados. Se o incômodo persistir, diminua a dose para que o processo ocorra mais lentamente ou procure o profissional que receitou a Chlorella para você.

Nunca é demais lembrar que você deve prestar muita atenção na hora de escolher o seu produto. É imprescindível saber se a parede celular da alga foi previamente quebrada, já que os benefícios da nutrição e desintoxicação são obtidos apenas quando este procedimento é realizado.

No processo de ruptura da parede celular da Taiwan Chlorella Manufacturing, fabricante dos produtos da marca Green Gem, é utilizada a tecnologia mais moderna: um dispositivo que quebra a parede celular sob alta pressão.

Eficaz, orgânica e com um nível de digestibilidade próximo a 100%, este processo tem a taxa mais alta entre todas as tecnologias de quebra de parede celular que se tem conhecimento.

Gostou de saber mais sobre este benefício da Chlorella? Dá uma olhadinha no site para saber onde você encontra nossos produtos. Ainda tem dúvida sobre o processo detox da Chlorella? Deixe sua pergunta nos comentários.

Receitas com Chlorella

Deixe um comentário