1

Produtos industrializados: conheça os riscos à saúde

Atualmente está quase impossível de ir ao mercado e consumir alimentos que não tenham algum tipo de manipulação. O uso da tecnologia nos alimentos está tão presente que nós praticamente não sabemos mais nos alimentar sem seu auxílio.

Por isso existe uma variedade enorme de alimentos industrializados nas prateleiras de mercados. Mas porque algo é fácil e gostoso de consumir ele deveria realmente estar na dieta?

O grande problema dos alimentos industrializados é que eles tendem a serem pobres em nutrientes e ricos em substâncias prejudiciais ao organismo. Para conseguir decidir o que é mais saudável para uma dieta, confira os tipos de produtos industrializados.

Alimentos minimamente processados

Os alimentos minimamente processados são os itens dessa lista que certamente devem estar presentes na sua dieta. A maior diferença entre esses produtos e os in natura são alguns processos pelos quais eles passam.

Ao contrário dos produtos industrializados, eles não têm adição de químicos. Na realidade, os minimamente processados podem passar por:

  • Corte;
  • Limpeza;
  • Remoção de partes não comestíveis;
  • Fracionamento;
  • Moagem;
  • Secagem;
  • Congelamento;
  • Pasteurização.

Basicamente, o objetivo é deixá-los mais fáceis e rápidos de comer. Muitos mercados oferecem, por exemplo, frutas já picadas e descascadas. Elas não possuem qualquer aditivo, mas estão prontas para comer.

Outros alimentos são limpos e embalados para melhorar a segurança do consumidor. Portanto, as comidas minimamente processados são bastante seguras.

Alimentos processados

Aqui começamos a falar dos alimentos que precisam ser consumidos com moderação. Os processados são uma “versão” dos produtos in natura. Eles são fabricados na indústria e sofrem adição de substâncias, como açúcar, sal e conservante.

Os aditivos podem ser utilizados para aumentar a vida útil do produto ou para deixá-lo mais agradável ao paladar. Um exemplo de alimento processado são os itens em conserva. Por sofrerem alterações para durarem mais, as conservas deixam de ter as características do alimento natural, perdem parte do seu valor nutricional e muitas vezes têm adição de sal ou açúcar para ficarem mais saborosos.

Mesmo alimentos, como amendoim e castanhas, que geralmente são conhecidos como saudáveis, podem ser processados. Alguns produtos industrializados se disfarçam para parecerem mais saudáveis. Por isso, é importante sempre ler as embalagens para identificar o que foi adicionado.

Alimentos refinados

Você gosta de arroz branco ou pão francês? Nesse caso você está consumindo alguns produtos industrializados conhecidos como refinados. Eles passam por uma série de processos químicos que ajudam a aumentar muito sua durabilidade.

Boa parte dos alimentos que utilizamos no dia a dia são refinados. Farinha branca, arroz, açúcar e muitos outros entram na lista. Através dos processos de refinação o alimento fica mais durável e atraente.

O açúcar, por exemplo, em seu estado natural teria uma cor mais escura e um sabor bem mais forte. Porém, os processos de refinamento criam o açúcar cristal, que vem em grãos fininhos, brancos e que se dissolvem completamente na maioria dos líquidos e massas.

Muitas pessoas que estão acostumadas a consumir refinados têm dificuldade para substituir os alimentos por causa da mudança de sabor. Mas esse processo é importante. Comida refinada é extremamente pobre em nutrientes e pode aumentar o risco de desenvolver doenças cardiovasculares e crônicas, como diabetes e hipertensão.

Tipos de aditivos nos alimentos

Existem vários tipos de aditivos nos produtos industrializados que ajudam a aumentar a durabilidade, deixar a comida mais bonita ou saborosa. Assim como acontece com produtos químicos, os aditivos raramente são saudáveis. Conheça alguns deles e como seu consumo pode ser prejudicial a longo prazo abaixo.

Corantes

Não existe algo mais colorido e atraente que uma cesta de frutas maduras, certo? Sabendo que a visão é parte importante do nosso processo de escolha de alimentos, os produtos industrializados aproveitam dos corantes para dar cores vibrantes e apetitosa à comida.

Muitos produtos utilizam corantes. Eles são tão comuns que em alguns casos sequer percebemos que estão lá. Gelatinas, bolos, sucos e biscoitos são alguns exemplos.

Apesar de existirem corantes naturais, como o urucum, boa parte dos utilizados na indústria são artificiais. Isso acontece para evitar que o corante altere o gosto e a textura do alimento.

Aromatizantes

Nossos instintos também utilizam o cheiro para saber se um alimento está estragado e se é saboroso ou não. Na realidade, nossa percepção do sabor vai muito além do paladar e boa parte do que sentimos na boca vem do olfato.

Metade do sabor que sentimos vem do cheiro e é ele que estimula o estômago a produzir ácidos digestivos. Alguns aromas despertam fome e desejo, fazendo com que a pessoa tenha maior chance de comprar o produto industrializado. Por isso, os aromatizantes são tão importantes para a indústria.

Os aromatizantes enganam o consumidor e dão a impressão de que algo não é tão industrializado. Os salgadinhos são um exemplo claro. Eles são basicamente uma massa de milho extremamente processada com cheiro de algo que nós gostamos, como queijo.

Também existem sucos de fruta que, na realidade, são praticamente água com corante, açúcar e aromatizante. Produtos industrializados que utilizam muito aromatizante geralmente são combinados com muito açúcar ou sal, então tome cuidado.

Conservantes

Milhares de produtos industrializados utilizam conservantes. Sua função é aumentar o tempo de vida do alimento, fazendo com que possa ser vendido por muito mais tempo. Sucos, refrigerantes, bolos, pães e todo tipo de alimento pode ter esses aditivos.

Para saber se um alimento possui conservantes ou não procure pelos códigos P10 ou P1 na embalagem. Apesar de existirem quantidades máximas permitidas pela regulamentação, é possível que consumir esses produtos em excesso cause problemas de saúde. O câncer de intestino é um dos exemplos. Por isso, o ideal é evitar consumir alimentos com conservantes diariamente.

Problemas dos produtos industrializados

Os alimentos processados ou refinados muitas vezes são mais gostosos. Eles possuem milhares de produtos químicos para deixar seu sabor mais atraente ao paladar, assim como sua cor e seu cheiro. No entanto, não se recomenda consumi-los com frequência.

Esse tipo de produto está relacionado a casos de alergia, obesidade e risco de desenvolver doenças crônicas. Idosos, crianças menores de 3 anos e gestantes precisam tomar ainda mais cuidado. Como esses grupos estão numa fase da vida na qual precisam de uma dieta extremamente balanceada, é arriscado consumir produtos industrializados que são pobres nutricionalmente.

Além disso, o consumo de produtos industrializados em crianças está relacionado ao desenvolvimento de obesidade infantil. Jovens obesos têm maiores chances de desenvolver uma série de problemas, incluindo hipertensão e diabetes.

Será que realmente vale a pena sofrer todos esses riscos por algo mais docinho ou salgado?

Aproveite para saber se o seu corpo está intoxicado por causa do seu estilo alimentar Temos uma planilha que vai te ajudar a descobrir para começar a mudar de vez sua dieta e sua qualidade de vida.

Seu corpo está intoxicado? Faça o teste e descubra!

Deixe um comentário