1

O que você não sabia sobre produtos orgânicos

Alimentar-se bem está em alta e muita gente quer aproveitar a onda dos produtos orgânicos. Mas você sabe exatamente como eles são benéficos para sua saúde?

Continue lendo para entender mais sobre esses alimentos, se eles realmente são tão bons quanto falam e seus principais diferenciais.

O que são produtos orgânicos?

Alimentos orgânicos são produtos especiais com regras de cultivo definidos pela legislação de cada país. No Brasil, de acordo com o Ministério da Agricultura, eles devem ser produzidos sem o uso de substâncias nocivas, seja ao organismo ou ao ecossistema local.

Além das exigências de produção, esse tipo de produto precisa ser certificado por órgãos credenciados ao Ministério da Agricultura. Os únicos que não precisam obedecer a essa exigência são produtores familiares já cadastrados a outra entidade.

Na prática, isso significa que os alimentos orgânicos devem obedecer a regulamentação para diminuir ao máximo a quantidade de pesticidas, fertilizantes e agrotóxicos artificiais.

A alimentação orgânica vem se tornando cada vez mais popular. Portanto, é importante entender exatamente o que são produtos orgânicos e por que você deveria incluí-los na sua dieta.

Orgânicos vs. industrializados

Nas prateleiras dos supermercados é difícil de escolher o que comer. Será que alimentos industrializados são realmente tão ruins assim? E os produtos orgânicos, será que são tão necessários?

Basicamente, a maior diferença está no método de produção de cada um. Os orgânicos são feitos com métodos mais naturais. Os fertilizantes, por exemplo, são naturais. Também utilizam formas naturais de controlar pragas e ervas daninhas, evitando o uso de agrotóxicos. Mas falaremos mais sobre os agrotóxicos num tópico abaixo.

Os produtos industrializados são bem diferentes. Por terem como objetivo aumentar a produção ao máximo, eles usam todos os tipos de químicas para o cultivo. Assim, esse tipo de produto usa agrotóxicos, fertilizantes químicos, herbicidas, entre outros.

Orgânico é a mesma coisa que produtos locais?

Por acaso você foi fazer compras e encontrou uma variedade de produtos locais nas prateleiras? Isso é bastante comum e confunde muitos consumidores. No entanto, esse tipo de alimento não é a mesma coisa que produtos orgânicos.

Os alimentos locais não possuem regras de cultivo específicas. Portanto, agricultores que trabalham com esse produto podem usar químicos livremente. A grande diferença é que você está dando suporte a agricultores locais e consumindo alimentos que muitas vezes são sazonais.

Algumas marcas aproveitam a ideia de que alimentos cultivados localmente são mais saudáveis para vender mais. Não se engane, o que realmente te ajuda a melhorar a saúde e preservar o meio ambiente são os produtos orgânicos.

Produtos orgânicos usam agrotóxicos?

A crença popular nos leva a entender que produtos orgânicos são completamente livres de agrotóxicos. Na realidade, eles também usam certos tipos de venenos para controlar as pestes.

A grande diferença é que os orgânicos só utilizam pesticidas e agrotóxicos naturais. Ou seja, você é exposto a agrotóxicos, mas de tipos mais leves e menos perigosos. Certamente isso não significa que os componentes usados nesse tipo de produção sejam benéficos. Todo tipo de veneno é prejudicial, por isso é importante evitar seu consumo.

As quantidades de agrotóxicos nos alimentos orgânicos é bem menor. Portanto, sempre escolha produtos que possam diminuir sua exposição a substâncias tóxicas.

Como descobrir se um produto é realmente orgânico?

Com a onda de alimentação saudável muitas marcas aproveitam para tentar enganar o consumidor. No mercado existem muitos produtos que a maioria das pessoas poderia jurar que é orgânico, mas não é.

Para ter certeza que você está comprando um produto orgânico, procure pelo selo de certificação. Ele é concedido pelo Ministério da Agricultura à produtores que seguem rígidos critérios de avaliação.

Produtos que possuem nomes, como “produto local” ou “sem agrotóxicos” nem sempre são orgânicos. É comum usar esses nomes para convencer o consumidor a comprar sem o selo do Ministério da Agricultura.

Benefícios de inserir orgânicos na dieta

Primeiramente, os alimentos orgânicos costumam ser mais saborosos que suas versões tradicionais. Por serem livres de substâncias químicas que os fazem crescer artificialmente, eles retém muito mais do seu sabor. As frutas podem ser menores, por exemplo, mas compensam na qualidade.

Os produtos orgânicos também são mais ricos em nutrientes essenciais para seu corpo. Ou seja, consumi-los te deixa mais saudável e ainda rende refeições mais saborosas.

Ao consumir esse tipo de produto é possível diminuir muito a ingestão de produtos químicos, como agrotóxicos, fertilizantes, fungicidas e pesticidas. Apesar de existirem limites determinados por lei para essas substâncias, elas continuam sendo prejudiciais à saúde.

Como os alimentos orgânicos também não possuem conservantes para aumentar seu prazo de validade, eles também são mais frescos. Para conseguir vendê-los, mercados, feiras e armazéns precisam garantir produtos mais novos e, consequentemente, mais saborosos.

Benefícios dos orgânicos para o meio ambiente

Quem também sai ganhando é o meio ambiente. Esse cultivo utiliza técnicas que evitam sua degradação, como rotação de culturas. O uso mínimo de fertilizantes e agrotóxicos também preserva o solo e corpos de água subterrânea que possam existir no local.

Para conseguir o selo de orgânico, produtos precisam alterar seus meios de produção. Assim, sua terra deixa de ser uma monocultura que esgota o solo e o deixa pobre em nutrientes. A erosão causada pela produção orgânica é mínima, assim como os danos a água e flora locais.

Basicamente, alimentar-se com produtos orgânicos é uma forma de manter seu corpo mais saudável e contribuir para a preservação do meio ambiente. Sabia que muitos dos alimentos que você consome no dia a dia contém substâncias tóxicas? Descubra como você está sendo prejudicado com isso no nosso teste de intoxicação!

Seu corpo está intoxicado? Faça o teste e descubra!

Deixe um comentário