1

Crescimento das áreas orgânicas revela oportunidades de negócios

Imagine um mercado cuja taxa média anual de crescimento é de 20%. Se a ideia te agrada, a realidade vai ser ainda mais encantadora: o setor de orgânicos se manteve em alta mesmo durante a crise. Estima-se que o faturamento alcançou R$ 4,5 bilhões, de acordo com a Organis — entidade que reúne empresas, produtores e fornecedores de orgânicos. 

Tudo isso reflete no crescimento das áreas orgânicas em todo o mundo. Segundo o Instituto de Pesquisa de Agricultura Orgânica (FiBL), mais de 71,5 milhões de hectares de fazenda são orgânicos. 

A seguir, trouxemos informações valiosas sobre essa tendência e como ela impacta o mercado brasileiro. Ao fim, damos dicas de como empreender neste setor que não para de crescer.

Crescimento das áreas orgânicas

De acordo com a última pesquisa FiBL sobre agricultura orgânica mundial, as terras dedicadas à produção orgânica cresceram 2 milhões de hectares. No varejo, as vendas deste setor também continuaram a crescer, mesmo com a crise econômica causada pela Covid-19.

O crescimento das áreas orgânicas reflete uma mudança significativa no comportamento do consumidor. Uma pesquisa realizada pela Organis mostrou que 19% dos consumidores entrevistados afirmaram terem feito uso de algum produto orgânico nos últimos 30 dias. 

A empresa de pesquisa de mercado Ecovia Intelligence estima que o mercado global de alimentos orgânicos ultrapassou os 100 bilhões de dólares americanos pela primeira vez em 2018. Os Estados Unidos são o mercado líder, seguidos da Alemanha e França. Os consumidores dinamarqueses e suíços foram os que mais gastaram com alimentos orgânicos — €312 per capita em 2018. A Dinamarca tinha a maior participação no mercado orgânico, com 11,5% de seu mercado total de alimentos.

Impacto das áreas orgânicas no Brasil

O aquecimento provocado pelo aumento das áreas orgânicas também impacta o mercado brasileiro. Inclusive, o país está chamando a atenção por ser um grande produtor e exportador de alimentos orgânicos. O Sebrae já registrou mais de 15 mil propriedades certificadas e em processo de transição, sendo que 75% pertencem a agricultores familiares.

O Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável trouxe insights importantes sobre o perfil do consumidor de orgânicos. Cerca de 15% dos entrevistados consomem produtos orgânicos, sendo o maior índice para a região sul (34%).

No entanto, a pesquisa apontou uma tendência preocupante. A grande maioria ainda associa o produto orgânico apenas com a questão de uma produção sem agrotóxicos ou químicos — ou seja, não conhece a regulamentação. São consumidores que confiam na palavra de quem comercializa ou quem apresenta o produto.

Como aproveitar um pedaço desse mercado

O aumento das áreas orgânicas disponíveis representa uma excelente oportunidade para os empreendedores. Este último dado aponta que a indicação pessoal e forte conexão com o vendedor são os fatores decisivos para o consumidor.

Por isso, a primeira dica é conhecer bastante esse mercado para responder todas as dúvidas do cliente. Isso cria um vínculo na hora da compra, atesta a autenticidade da mercadoria e passa confiança. Esses são fatores de sucesso de um empreendimento.

Outro fator de êxito é oferecer produtos diferenciados. É o caso dos superalimentos, que levam esse nome por sua alta concentração de proteínas, vitaminas, minerais e aminoácidos.  

Um exemplo é a Chlorella, uma microalga que é processada e concentrada para formar o pó ou a cápsula. Isso não interfere na sua composição, que é 100% natural e orgânica — só otimiza seu consumo, levando mais praticidade para o dia a dia das pessoas. 

O crescimento das áreas orgânicas em todo o mundo representa uma significativa mudança no comportamento do consumidor. Essa é a oportunidade perfeita para quem quer empreender em um mercado com altas taxas de crescimento. 

A Paversul tem outras dicas para te ajudar a entrar neste setor. Clique aqui e baixe um eBook gratuito sobre a venda de produtos naturais. O material conta com informações valiosas de como se destacar e atrair novos clientes.

Deixe um comentário