1

Devo investir em uma franquia de alimentação saudável?

O mercado alimentício é um ramo tradicional de atuação que sempre teve dois tipos bem estabelecidos de franquia: o de restaurantes que oferecem comida pronta ao consumidor e o de produtos alimentícios.

No entanto, hoje em dia essa divisão não cobre todas as variedades de franquias que existem na área.

Esse mercado aparentemente consolidado já existe há quase tanto tempo quanto o de comércio organizado. Mas nos últimos anos vem passando por mudanças e adaptações.

O público não aceita mais ter opções limitadas de refeições que se resumem a fast foods ou comidas comuns e exige algo mais sofisticado, além de saudável. É aí que entra a franquia de alimentos naturais.

Ela atende novas necessidades que as franquias mais comuns sequer imaginavam que existiam. Desde novos modelos de entrega até outros tipos de alimentos, tudo está mudando e chegou a hora de aproveitar essa onda.

Por que ser um franqueador?

O franqueador nada mais é que um empreendedor que deseja expandir seu negócio de maneira sustentável e lucrativa.

Muitas marcas pensam em abrir filiais na hora de expandir, mas isso gera custos e preocupações para o dono. É preciso realizar toda a contratação, encontrar um gestor de confiança e implementar a marca no mercado local.

O modelo de franquias, no entanto, é um pouco diferente. Para transformar-se em franchising, o gestor deve fornecer processos de negócio que o franqueado possa “clonar” em sua região.

O restante do investimento fica por conta do franqueado, que também serve como uma espécie de sócio.

O retorno para ambas as partes é interessante. Quando o franqueado consegue aplicar a metodologia do franqueador as chances de sucesso e lucro são altas.

Para o franqueador cada loja aberta nas variadas regiões do país são sinônimo de crescimento e expansão.

Como abrir uma franquia

O primeiro passo para iniciar um negócio no modelo de franchising é mapear os processos de negócio utilizados.

Lembre-se que tudo deve ser possível de replicar em outras cidades ou regiões. Desde controle de estoque até método de produção, tudo precisa ser levado em conta.

Depois de estar com processos claros e estabelecidos, chega o momento de “desenhar” o modelo de franquia. Ou seja, o gestor deve elaborar o processo de seleção de franqueados e a área de suporte, além de estabelecer fornecedores e parceiros para a franquia.

O processo de seleção é especialmente importante. Uma das grandes vantagens do modelo de franchising é aderir a um padrão de qualidade em todas as unidades.

Para uma franquia de alimentação saudável isso é especialmente importante, já que lida com um público bastante peculiar.

Por último, é necessário definir os custos da franquia para o franqueado, incluindo royalties, taxas de franquia e propaganda.

Ainda não existe regulamento a respeito do que deve ser oferecido ao franqueado. No entanto, é obrigatório estabelecer em contrato tudo que o franqueador oferece. Este documento pode ser alterado conforme a franquia evoluir.

O que é preciso para ser um franqueado

Uma franquia de produtos naturais é uma excelente forma de investir em um negócio. Mesmo quem já tem uma loja de produtos naturais pode começar a trabalhar com uma franquia, ganhando o reconhecimento da marca e know-how para crescer e atrair clientes.

Antes de tomar a decisão de começar a trabalhar com franquia de alimentação saudável é importante considerar todas as opções no mercado.

Existem várias possibilidades, incluindo marcas grandes e famosas que já possuem reconhecimento internacional.

Também há marcas menores que trazem excelentes oportunidades na área de alimentação saudável e natural que exigem um investimento menor.

Além de identificar qual franquia cabe no bolso, é importante que o empreendedor identifique-se com o segmento e políticas da marca.

Como escolher a melhor franquia de alimentação saudável?

Escolher a franquia que você deseja representar exige um longo trabalho de pesquisa. Primeiramente, é preciso saber algumas informações básicas sobre o negócio, como:

  • Solidez da marca;
  • Tempo no mercado;
  • Estimativa de tempo para retorno do investimento.

Além disso, o futuro franqueado precisa compreender os princípios da marca e decidir se eles coincidem com seus propósitos.

Lembre-se que seu negócio precisará adequar-se a eles, portanto é importante estar confortável com a mudança.

Outra dica importante para quem está decidindo uma franquia para investir é conversar com quem já trabalha ou trabalhou com ela.

Procure franqueados ou ex-franqueados na sua região e tire suas dúvidas. Se possível, descubra mais sobre seu dia a dia e desafios para saber o que você também deve enfrentar em um futuro próximo.

Vantagens em ter uma franquia

A franquia é vantajosa para o franqueador que começa a expandir seu negócio e para o franqueado. A área de alimentação saudável é ainda melhor, já que cresce mesmo em momentos de crise.

Quem busca o modelo de franquias consegue utilizar uma marca que já está consolidada no mercado. Assim, o consumidor sabe a qualidade que deve esperar do negócio e sente mais segurança em comprar.

O franqueado que começa a trabalhar dessa forma tem acesso a um modelo de negócios testado inúmeras vezes em diversas partes do país.

É muito mais segurança de retorno. Problemas e crises podem acontecer, mas é mais provável que quem trabalha com franquias estará mais preparado.

Seja para o franqueador ou para o franqueado, o mercado de alimentação saudável é uma grande oportunidade.

E para aproveitar essa tendência é essencial oferecer produtos de qualidade para o público.

Por isso, está na hora de conhecer a Chlorella, um superalimento natural que traz inúmeros benefícios para a saúde. Quer saber mais? Confira nosso infográfico que mostra o que esta alga é capaz de fazer pela saúde de quem a consome.

Benefícios da Chlorella para o organismo

Deixe um comentário