1

Tudo o que você precisa saber sobre veganismo

Em 2018, a revista Forbes divulgou uma pesquisa afirmando que 70% da população mundial está reduzindo ou abandonando o consumo de carne. Apenas nos Estados Unidos, o número de pessoas que declararam seguir o veganismo cresceu 600% em três anos. 

Aqui no Brasil, o estilo de vida baseado na exclusão total de produtos de origem animal não para de crescer. Cerca de 14% dos brasileiros são adeptos (em menor ou maior escala) à dietas que excluem carne do cardápio. Isso coloca o Brasil entre os 10 países com o maior número de vegetarianos do mundo. 

Talvez você já tenha ouvido falar no veganismo e queira saber mais sobre essa filosofia que promove saúde, sustentabilidade e ética animal. Mas sabia que isso exige cuidados redobrados com a alimentação? 

Trouxemos essas e outras informações essenciais para quem já é ou quer se tornar adepto do veganismo

Boa leitura! 

Afinal, o que é veganismo?

De acordo com a The Vegan Society, sociedade vegana mais antiga do mundo, o veganismo pode ser definido da seguinte forma: 

“Forma de viver que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para a alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade. Dos veganos junk food aos veganos crudívoros – e todos mais entre eles – há uma versão do veganismo para todos os gostos. No entanto, uma coisa que todos nós temos em comum é uma dieta baseada em vegetais, livre de todos os alimentos de origem animal, como: carne, laticínios, ovos e mel, bem como produtos como o couro e qualquer produto testado em animais.”

Ou seja: quem é vegano não consome nenhum tipo de produto que faça testes ou de origem animal. O objetivo é combater o sofrimento dos animais, que muitas vezes são criados em condições subumanas em prol das indústrias alimentícias. 

Existem diversas celebridades que já abraçaram a causa. É o caso do ator Joaquin Phoenix, que falou sobre o veganismo ao ganhar o Oscar por Melhor Ator em 2020. “Nós acreditamos que somos o centro do universo. Nos apossamos das coisas, achamos que é normal inseminar uma vaca, e quando ela dá a luz, nós roubamos seu filhote. E nós pegamos seu leite e colocamos em nosso café e cereal.”

Benefícios do veganismo

De modo geral, as pessoas aderem ao veganismo para não contribuir com a exploração dos animais. Ao longo do tempo, elas percebem outros benefícios que vão além do objetivo inicial. 

Entre as vantagens de ter uma alimentação vegana, podemos citar: 

  • Redução de doenças renais;
  • Diminuição do risco de doenças cardiovasculares;
  • Redução do desenvolvimento de diabetes; 
  • Auxílio na recuperação muscular e performance em exercícios.

Essa última vantagem foi ponto central do documentário The Game Changers, que retrata o aumento da adoção de uma alimentação vegetariana por esportistas profissionais e atletas de elite. São apresentados alguns dos atletas mais fortes, rápidos e resistentes do planeta, já adeptos ao vegetarianismo ou veganismo. 

O objetivo do filme é combater o “mito mais perigoso do mundo”. Ou seja, de que os humanos precisam comer carne para obter proteína e boa saúde. Durante o filme, atletas lendários como Lewis Hamilton e Arnold Schwarzenegger contam suas experiências com a propaganda da indústria da carne. 

Nutrientes que merecem atenção

A principal preocupação daqueles que aderem ao veganismo é em relação à alimentação. Até pouco tempo atrás, acreditava-se que era praticamente impossível repor os nutrientes encontrados em produtos de origem animal. Por exemplo, a famosa proteína da carne.

Porém, isso não é verdade. Quem segue uma dieta vegana encontra suas fontes proteicas nas leguminosas, feijões, grãos e cereais integrais. O ponto de atenção deve ser na variedade — o ideal é que consumam no mínimo três porções de fontes de proteínas diferentes por dia.

Outro nutriente que causa preocupação é a Vitamina B12, que não é encontrada nos alimentos vegetais. Então, somente quem come carne acaba por adquirir esses nutrientes presentes nos animais de forma natural. 

Quem segue o veganismo precisa encontrar fontes alternativas de consumir essa e outras vitaminas presentes no Complexo B. A melhor indicação nesses casos é a ingestão diária da Chlorella, microalga rica em diversos nutrientes.

Existe uma forma simples e eficaz de ingerir as vitaminas B1, B2, B5, B6 e B12. Os produtos da Green Gem podem ser consumidos em formato de pó, comprimido e tablete. Assim, são ótimas opções para quem preza por praticidade!

A tendência é que o veganismo continue crescendo nos próximos anos. Se você trabalha no setor de alimentação natural, é importante conhecer saber como agradar esse público em potencial. 

A Paversul oferece para os clientes a Chlorella, microalga rica em vitaminas e nutrientes. É uma excelente opção para quem não consome nada de origem animal, pois assegura a total absorção de nutrientes essenciais ao ser humano.

Clique aqui para conhecer mais sobre a Green Gem® Chlorella Orgânica, suplemento 100% natural que proporciona diversos benefícios à saúde.

Deixe um comentário