1

Nutrição: 6 dicas para uma vida saudável

Você sabia que um simples prato de comida pode dizer muito sobre sua saúde? Quem está em busca de uma vida saudável deve observar – antes de tudo – como está sua alimentação.

Não basta adotar uma rotina de exercícios físicos sem passar por uma reeducação alimentar. Deixar maus hábitos para trás, como comer de forma desregrada, pode ser muito mais difícil do que parece quando colocado em prática.

Para te ajudar nessa missão, listamos 6 dicas fundamentais para você adotar um estilo de vida saudável! Lembre-se que é preciso manter o equilíbrio físico, mental e emocional nesse processo para que as mudanças sejam contínuas e definitivas.

Leia também:
Influência e benefícios da Chlorella em crianças
Fator de crescimento Chlorella – um concentrado alimentar holístico

Influência da Nutrição para uma vida saudável

A alimentação tem um grande reflexo sobre a saúde. Afinal, ela fornece todos os nutrientes essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo.

Por isso, é importante o acompanhamento de um nutricionista na missão em busca de uma vida saudável. O profissional é responsável por analisar o melhor plano alimentar para cada pessoa, considerando as necessidades nutricionais do organismo.

Muitos buscam perder peso para ter uma vida saudável. Mas será que só isso importa? Ser saudável não significa necessariamente ser magro, mas manter hábitos alimentares equilibrados.

Em busca de qualidade de vida e não exclusivamente de um objetivo estético, o nutricionista também será um grande aliado seu.

Você não precisa passar fome, excluir grupos alimentares inteiros e até ficar doentes na tentativa de alcançar o “corpo ideal”. Uma dieta que deixa você com fome não pode ser saudável!

Veja nas dicas a seguir como é possível ter uma vida saudável com prazer, comendo alimentos que fazem bem para o corpo e para a alma.

6 dicas para você adotar um estilo de vida saudável

Muitos dos problemas de saúde poderiam ser facilmente evitados se adotássemos algumas recomendações básicas de um estilo de vida saudável.

A má alimentação, entre outros fatores, pode contribuir para desencadear doenças.

Devemos lembrar que a vida é feita de escolhas e que cabe a nós tomarmos atitudes para melhorar a qualidade de vida. Preparado para o pontapé inicial? Acompanhe os passos abaixo:

1. Querido diário alimentar

Se nunca teve um diário, a hora é essa. Caso já tenha sido adepto, vamos resgatá-lo! Só que dessa vez com uma proposta um pouco diferente: anote tudo que você está comendo.

Esse controle vai ajudar a enxergar onde está errando e o que vem dando certo. Faça as anotações por no mínimo uma semana.

Assim, você terá uma noção mais precisa da quantidade de comida que está ingerindo.

2. Tenha objetivos

O próximo passo é definir objetivos a médio e longo prazo. A reeducação alimentar só vai dar certo se você adotá-la como um projeto de vida. De nada adianta aquelas dietas malucas de algumas semanas.

O importante aqui é comemorar cada conquista pequena até atingir seu objetivo mais almejado.

3. Alimentação ideal para uma vida saudável

Quanto mais natural, melhor. Sempre que possível, colha do pé. O potencial de nutrição dos alimentos é superior àquelas frutas perfeitas do supermercado.

Procure comer vegetais e frutas de cores variadas. Prefira as frutas da estação, pois são mais nutritivas.

Evite alimentos processados, pois são carentes de enzimas, vitaminas, fibras e energia vital.

Glúten em excesso também não faz bem. É potencialmente alergênico e abusar dele pode causar inchaço, má digestão, além de agravar problemas inflamatórios.

Quando bater aquela vontade de um docinho, procure comer após as refeições ou junto com alguma fonte de fibras para evitar picos de glicose no sangue.

3. Xô, tentação!

Focado em mudar de vida? Agora chegou a hora da limpeza geral nas guloseimas!

Livre-se dos salgadinhos, bolachas recheadas, alimentos industrializados… Enfim, todos aqueles pacotinhos que insistimos em comprar.

Claro que você não precisa jogar tudo fora de uma vez. Não é assim que funciona. Mas ao menos evite que estejam ao seu fácil alcance.

4. Organize a sua rotina

Tire um momento breve para organizar a alimentação da semana. Isto vai ajudar a impedir aqueles deslizes eventuais em dias que você não vai para a cozinha.

Deixe alimentos pré-cozidos e congelados como sopas, caldos, brócolis, carnes revogadas, etc.

Na hora em que chegar em casa, terá uma boa parte do cardápio organizado.

Depois é só descongelar e fazer um sanduíche ou um prato mais leve.

5. Check-up para complementar

Os exames laboratoriais têm diversas finalidades, desde diagnosticar até auxiliar na prevenção de doenças.

É possível mostrar ao seu médico e ao nutricionista se existe algum excesso, deficiência, toxicidade ou até mesmo alguma doença.

Independente do objetivo do paciente, o nutricionista precisa levar em consideração dados coletados em exames para fazer a elaboração do cardápio individual.

Dessa maneira, é possível ter um panorama de todo o organismo de dentro para fora, entendendo sobre a saúde dos órgãos e funcionamento do corpo em geral.

6. Evite radicalizar

Focar no seu objetivo é muito importante para alcançar o resultado esperado. Porém, tomar medidas drásticas não é a solução ideal.

Buscando equilibrar a dieta, você pode escolher uma refeição por semana para comer aquilo que gosta muito e não quer abdicar da sua alimentação.

Essa dica vai te ajudar a não extrapolar nas demais refeições e seguir focado no seu objetivo sem grandes frustrações.

É bom não esquecer de moderar, evitando refeições muito pesadas em horários irregulares, mas se alimentando de maneira variada sem medidas extremas.

Exercício físico: um grande aliado

Até aqui ficou claro que nutrição e vida saudável são conceitos que andam lado a lado. Uma dieta equilibrada é responsável por boa parte da nossa saúde.

Agora, incluir a prática de atividades físicas na sua rotina é também fator essencial para melhorar a qualidade de vida.

Criar o hábito de praticar um exercício, no mínimo três vezes por semana, vai fazer você sentir a diferença na disposição e até na qualidade do sono.

Qualquer atividade é melhor do que ser sedentário. Encontre algo que você sinta prazer em praticar e não sofrimento.

E lembre-se: não é possível conquistar uma vida saudável sem adotar hábitos que façam bem para sua saúde.

Atente-se a esses dois fatores:

  • Nutrição: uma boa alimentação pode fazer muito mais pela sua saúde do que você que imagina;
  • Exercício físico: contribui para melhorar sua saúde e bem-estar, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Que tal começar agora mesmo a tomar medidas assertivas e saudáveis que contribuem de fato para uma vida saudável? Depois nos conte nos comentários se nossas dicas ajudaram!

Seu corpo está intoxicado? Faça o teste e descubra!

2 Comentários

    • Adriano Pasquali

      Olá, Maria Vitória! Tudo bem?
      Fico feliz em saber que você gostou do nosso site!
      Espero que continue nos acompanhando.

      Forte abraço!

Deixe um comentário